Notícias

A causa mais comum de perda audtiva na infância é a presença de líquido na porção média da orelha

A porção média da orelha é o local onde os ossiculos do ouvido se encontram. Para ocorrer uma condução adequada do som é necessario que esta porção da orelha esteja preenchida por ar. Quando existe líquidio (efusão) nesta região a audição fica comprometida. Chamamos essa condição de otite média com efusão (OME).
 
Em torno de 90% das crianças apresentam OME em alguma momento antes da idade escolar, geralmente entre 6 meses a 4 anos de idade. No primeiro ano de vida, mais de 50% das crianças irão apresentar OME. A maioria dos episódios irá se resolver espontaneamente em torno de 3 meses, mas entre 30% a 40% das crianças apresentarão recorrência e 5% a 10% dos episódios irão durar mais de 1 ano.
 
Como neste faixa etária a audição é fundamental para correta aquisição da fala é necessário intervir nos casos recorrentes, persistentes e/ou quando há comprometimento significativo da audição.
 
O tratamento medicamentoso tem pouco efeito sobre o problema. O que se faz para reverter a perda auditiva é colocar tubos nas membranas do tímpano. Durante o procedimento conseguimos aspirar o líquido retido na orelha. O tubo (dreno) permite que entre ar no espaço médio da orelha e evita que mais líqudio se acumule.      
Fonte: American Academy of Family Phisicians